top of page
  • Eduarda Delorme

O que é a psicologia das cores e sua influência no marketing

Você já ouviu falar em psicologia das cores? Ela nada mais é do que o estudo do comportamento humano em relação às cores, analisando os efeitos que cada uma causa nas pessoas, que vão desde gerar sentimentos até a criação de desejos, entre muitos outros impactos ou gatilhos emocionais. Esse contexto está muito relacionado ao marketing, e pode ser determinante para que a estratégia de vendas dê certo.

Pesquisas apontam que 93% dos consumidores consideram a aparência visual o fator que mais contribui para a decisão de compra, e que a cor representa 85% da razão para adquirir um produto específico. As cores vermelha e amarela, por exemplo, podem estar relacionadas à fome e ao estímulo do apetite, respectivamente. Não coincidentemente, quais são as cores predominantes em marcas como McDonald’s e Burger King?

placa do mc Donalds e do burger king

E essa lista é enorme. O vermelho também traz um sentimento de paixão, excitação, urgência; o laranja está associado à alegria; o azul traz a sensação de confiança ao espectador, e está ligado à limpeza e higiene; o verde é sinônimo de equilíbrio e saúde; o amarelo traz o sentimento de otimismo e criatividade; o roxo representa calma e tranquilidade; e por aí vai.

Assim, as logomarcas e campanhas publicitárias possuem estratégias que, muitas vezes, passam despercebidas, e isso também serve para a identidade visual utilizada em cada uma delas. Para promover uma empresa, alguns fatores devem ser levados em consideração. O principal é o produto que está sendo vendido, e como atingir o público-alvo da forma mais coerente. É nesse momento que entra a psicologia das cores, como veremos a seguir:

imagem mostrando o guia emocional das cores

Como podemos perceber na imagem, cada marca atua de acordo com seu nicho, sempre usando as cores como aliadas para gerar sentimentos no público e atraí-lo para a compra. Como citamos, fast-foods são um grande exemplo do uso do vermelho ou do amarelo, assim como a gigante Coca-Cola; Amazon e Itaú têm como cor principal aquela que representa alegria e confiança, o que faz todo sentido para marcas de entretenimento e do ramo bancário; Pfizer e Oral-B atuam com o azul, que gera segurança e lembra higiene, como falado anteriormente.




Então, quando a gente conhece a tática do uso de cores para gerar sensações no público, muitas coisas que vemos no dia a dia começam a fazer mais sentido, não é? À quem chegou até o final dessa leitura, fica a pergunta: você já tinha percebido a influência da psicologia das cores em alguma decisão de compra sua? Ou já usou dela pra criar alguma forma de promover sua marca? Conta sua experiência pra gente!



Recent Posts

See All
bottom of page