top of page
  • Ivye Muniz

Festivais se tornam opção para posicionamento de marcas


Mundo afora o Brasil é conhecido como o país da música, e cada vez mais também temos nos tornado o destino de muitos artistas internacionais que marcam presença nos vários festivais de música que tem rolado por aqui. O mercado crescente já mostra que nem só de Rock In Rio viverá o brasileiro, e grandes marcas já estão bem cientes disso.


Com mais uma edição do festival Primavera Sound confirmada no Brasil para 2023, em São Paulo, o ano já começa com a agenda cheia. Além do evento de música alternativa, o Lollapalooza, o novo The Town, e empreitadas nacionais como o CarnaUOL e o Universo Spanta já fizeram parte do calendário de eventos deste ano.


Para as marcas, o que mais chama a atenção em festivais como esses são as possibilidades de inserção, afinal, são eventos onde muitos públicos-alvo estão concentrados. Nem todo evento se mostra interessante para todos os tipos de marca, e nem toda marca precisa ter em sua estratégia projetos como esse, mas aquelas que encontram sentido em uma inserção estão dispostas a investir.



Os já conhecidos Rock In Rio e Lollapalooza são repletos de ativações, que são estandes personalizados mantidos pelas marcas que pagam pelo espaço dentro do evento. Ativações podem conter diferentes atividades para o público, como dinâmicas que distribuem brindes para os participantes e experiências digitais. Diferente de um anúncio tradicional, com o nome de um patrocinador ao lado do nome do festival, uma ativação proporciona uma maior imersão do público e gera uma presença física para a marca.


Se evento e marca convergem em posicionamento e missão, as chances de uma colaboração são grandes. O Primavera Sound, por exemplo, festival de música alternativa nascido na Espanha que aterrissou no Brasil pela primeira vez em 2022, tem uma visão ambiental muito presente. Por promover ações como a distribuição gratuita de copos reutilizáveis, seguindo esse ideal sustentável, o festival acabou sendo uma associação interessante para a marca Audi, que exibiu seus veículos híbridos e elétricos em uma ativação dentro do evento.


A bala Ice Breakers, marca norte-americana que acabou de chegar ao Brasil, encontrou no Primavera Sound uma boa oportunidade para começar a construir sua imagem no país. Distribuído durante todo o evento, o produto marcou o público o suficiente para se tornar quase sinônimo do festival.



Quem compareceu ao evento não poupou comentários sobre a Ice Breakers nas redes sociais, e ambas as marcas fizeram questão de participar da conversa.



Produtos nacionais também vem passando pelo mesmo processo de investimento por parte das marcas. O CarnaUOL, festival do conhecido portal de conteúdo, volta a acontecer em 2023 com artistas nacionais de gêneros musicais variados após 2 anos de pandemia. Agora, o evento retorna com o maior número de patrocinadores desde a sua estreia. Serão 14 marcas apoiando o CarnaUOL, sendo elas Amstel, Azul, Banco Pan, Cacau Show, Eno, Maturatta, Gordon´s, O Boticário, Samsung, Schweppes, Tim, Vanish, Vitasay e Zero-Cal.


Para as marcas que desejam expandir sua capacidade de alcance, associar-se a outros produtos que conversem com o mesmo público é uma alternativa que pode trazer sucesso. Além de estimular a versatilidade e a criatividade para conquistar novos seguidores e clientes com inserções e ativações, patrocinar um festival também tem se mostrado uma oportunidade de reforçar valores e posicionamentos. Pela agenda dos próximos meses, é possível dizer que a prática veio para ficar no marketing nacional.


90 views0 comments
bottom of page